Nova Cabeceira – Tie dye

posted in: DIY Crafts | 0

Na semana passada estive em pinturas aqui por casa…

Pintei novamente a casa toda de branco (depois faço um post sobre as pinturas;))…foi aquele caos típico de obras!

Móveis todos tapados, chão protegido, pó por todo o lado…enfim, uma semana para esquecer!…

Agora é tempo de voltar a por tudo em ordem e chega então o momento em que apetece mudar o visual da casa! Mas como fazer a gastar o mínimo possível?

Comecei as mudanças pelo meu quarto.

Tinha uma cabeceira em ponto cruz que fiz num dos programas. Até gostava da cabeceira mas já estava um pouco cansada, e achava-a demasido feminina para um quarto de casal 😉

Apetecia-me um look mais neutro mas ainda assim com cor…

Resolvi então, utilizar uma técnica de tingimento para dar uma nova vida à colcha, almofadas e à cabeceira da cama 🙂

Seguem abaixo as imagens com as explicações de todo o processo.

Fiquei com um quarto novo!

1) Escolhi um linho branco, 100% linho, é importante que seja uma fibra natural pois o tingimento não resulta bem em tecidos sintéticos. A tinta para o tingimento é a Dylon, o melhor é seguir as instruções da embalagem e utilizar sempre luvas. Recomendo também que o tecido seja pré lavado para retirar toda a goma que possa dificultar o tingimento.

2) Se quiser alguns efeitos no tecido pode fazer diferentes dobras, atar cordões e até proteger o tecido utilizando um plástico,

3) Depois de tingir o tecido enxague bem até sair todo o excesso de tinta, nas primeiras lavagens, lave a peça separadamente.

"

4) Antes de retirar os cordões deixe a peça secar completamente, e passe-a com o ferro a uma temperatura bem alta. Esse processo também ajuda a fixar a tinta.

5) A estrutura que escolhi foi uma armação de uma tela. Poderá fazer também com uma placa de madeira, mas acho a primeira opção mais leve e funcional. Forrei a estrutura com 3 camadas de “tecidos” diferente, sarja branca (que aproveitei de uma cortina antiga), dracalon e por último o linho tingido.

A forma mais rápida e fácil é prender camada a camada utilizando um agravador próprio. Para que o tecido fique bem esticado agrave um lado e a seguir o lado oposto.

6) nos cantos recomendo que se corte o excesso da sarja e do dracalon.

7) Para prender a estrutura à parede utilizei dois camarões e  fiz dois furos no interior das traves.

O resultado podem ver na imagens. O quarto ainda não está pronto mas pelo menos foi um bom começo…

Ainda tenho muitas coisa para voltar a por em ordem aqui por casa. Irei partilhando com vocês  🙂

Até breve!